R$167,00

Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$399,00
Entregas para o CEP: Alterar CEP
Frete grátis a partir de R$399,00
Descrição

Somos Distribuidor Oficial da GEN PHARMA no Brasil, presente a  5 anos no país, distribuindo para todos os estados.  Autoridade em Peptídeos.  Nossos produtos exclusivos são formulados para máxima eficácia. Fornecemos peptídeos e suplementos de alta qualidade. 

Os peptídeos são os blocos de construção das proteínas, feitos de aminoácidos, eles regulam uma série de funções e processos biológicos, existem mais de 7.000 peptídeos conhecidos no corpo humano. Os peptídeos podem promover perda de peso e ganho muscular, ajudar no reparo de tecidos moles, proporcionar alívio da dor, melhora a função cognitiva e muito mais.

 Apoiamos seus objetivos de saúde e bem-estar.

 

Sobre o Produto:

Nome Científico: (GRF 1-29 Modificado) – CJC-1295

Expectativa do Teste Clínico: Promove a produção do hormônio do crescimento

MG Força:   2mg por frasco

Informações detalhadas do produto

CJC-1295 é um análogo de GHRH de ação prolongada. O hormônio liberador do hormônio do crescimento (GHRH), também conhecido como fator liberador do hormônio do crescimento (GRF ou GHRF) ou somatocrinina, é um hormônio peptídico de 44 aminoácidos produzido no hipotálamo pelo núcleo arqueado. O GHRH estimula a secreção do hormônio do crescimento (GH) da hipófise. O GHRH é liberado de forma pulsátil, estimulando a liberação pulsátil de GH respectivamente.

A porção ativa deste peptídeo GRF ou GHRH pode ser encontrada como um peptídeo de 29 aminoácidos de comprimento e é apropriadamente denominada GHRH1-29. Esta liberação pulsátil de vários peptídeos é devido ao feedback negativo que faz parte do eixo hGH e controla a quantidade de hGH que seu corpo produz para mantê-lo em um ambiente homeostático. Apesar da eficácia do GHRH para estimular a liberação do hormônio do crescimento, existem vários problemas associados ao uso in vivo. O problema mais notável é a meia-vida do peptídeo, que demonstrou ser de ~ 7 minutos usando tecnologias avançadas de HPLC que provaram ser muito precisas. A razão para esta meia-vida relativamente curta é devido a uma enzima chamada dipeptidilaminopeptidase IV (DPP-IV), que tem alta afinidade pelos aminoácidos Ala e Pro e no caso do GHRH cliva as posições 1 e 2 que consistem em Tyr-Ala, criando GHRH3-29, uma forma inativa do peptídeo. Para evitar os problemas associados ao GHRH natural, as empresas farmacêuticas procuraram novas maneiras de aumentar a meia-vida e a biodisponibilidade desses peptídeos menores com tecnologias que funcionam de maneira muito diferente de outras tecnologias, como a PEGilação.

CJC-1295 é uma modificação sintética do fator de liberação do hormônio do crescimento (GRF) com substituições D-Ala, Gln, Ala e Leu nas posições 2, 8, 15 e 27, respectivamente. Essas substituições criam um peptídeo muito mais estável com a substituição na posição 2 para evitar a clivagem de DPP-IV, na posição 8 para reduzir o rearranjo da asparagina ou hidrólise de amida em ácido aspártico, na posição 15 para aumentar a bioatividade e na posição 27 para evitar a oxidação da metionina. Ao aplicar a tecnologia Drug Affinity Complex (DAC) ao GRF, o peptídeo se liga seletiva e covalentemente à albumina circulante após administração subcutânea (SC), prolongando assim sua meia-vida. Essas substituições são fundamentais para aumentar a meia-vida geral do CJC-1295, mas há uma razão ainda maior para a meia-vida ter sido estendida de ~ 7 minutos para mais de 7 dias! A bioconjugação é uma tecnologia relativamente mais nova que pega um grupo reativo e o liga a um peptídeo, que por sua vez reage com uma entidade nucleofílica (geralmente uma molécula parcialmente negativa) encontrada no sangue para formar uma ligação mais estável. A albumina, uma das substâncias mais abundantes no corpo humano, é escolhida como nucelófila por este peptídeo em particular, graças a um grupo tiol Cys34 que o atrai. Ao combinar o análogo de GHRH tetrassubstituído com ácido maleimodopropiônico usando um ligante Lys, você cria um peptídeo de GHRH com alta afinidade de ligação à albumina. Uma vez que a molécula CJC-1295 se liga à albumina, ela recebe uma meia-vida prolongada e biodisponibilidade graças à albumina que impede a degradação enzimática e a excreção renal. Na verdade, a bioconjugação é tão eficaz que havia menos de 1% de CJC-1295 não reagido in vivo e mais de 90% foi estabilizado após injeção subcutânea. Isso significa que você recebe mais do que pagou para trabalhar para você. Não houve degradação de DPP-IV observada em CJC-1295 em nenhum dos vários experimentos realizados.

Vários experimentos foram conduzidos para testar a eficácia do CJC-1295 in vivo e o Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism relatou aumentos dependentes da dose nas concentrações médias de GH no plasma em 2-10 vezes por mais de 6 dias e aumento das concentrações de IGF-1 1,5-3 vezes por 9-11 dias após uma única injeção!

(do mesmo estudo) A administração subcutânea de CJC-1295 resultou em aumentos sustentados e dependentes da dose nos níveis de GH e IGF-I em adultos saudáveis ​​e foi segura e relativamente bem tolerada, particularmente em doses de 30 ou 60 µg/kg. Houve evidência de um efeito cumulativo após múltiplas doses

Não só isso, mas eles provaram que a meia-vida média era de 5,8-8,1 dias e, após várias doses, os níveis médios de IGF-1 permaneceram acima da linha de base por até 28 dias! Nenhuma reação adversa grave foi relatada em nenhum grupo.

Devido à longa meia-vida e estabilidade do análogo CJC-1295, pode ser necessário tomar apenas 1-2 vezes por semana. No entanto, pesquisas em camundongos knockout para GHRH mostraram que as injeções e/d foram superiores no aumento do GH versus a cada 48 ou 72 horas. “Os animais GHRHKO que receberam doses diárias de CJC-1295 exibiram peso corporal e comprimento normais. Os camundongos tratados a cada 48h e 72h atingiram maior peso corporal e comprimento do que os animais tratados com placebo, sem normalização total do crescimento”. Estes ratinhos foram tratados durante 5 semanas.

No entanto, a falha neste estudo parece ser que os camundongos tratados com e/d estavam recebendo uma dose maior, portanto, no mínimo, o cjc-1295 é dependente da dose. Ainda não foi determinado se uma injeção mais frequente seria benéfica ou não.

Protocolo De Uso Dos Peptídeos: 

Informações sobre as Siglas de Unidades de Medidas                                                    

mg = miligramas   e  mcg = microgramas 

1 mg = 1000 mcg

10ui = 100mcg na Seringa de Insulina

A Diluição deve ser feita com a Água Bacteriostática Estéril, a pureza e a esterilidade da Água Bacteriostática são essenciais para prevenir a contaminação e preservar a vida útil dos peptídeos dissolvidos . 

Modo de Usar o CJC-1295 SEM DAC 2mg:

Diluição  do Peptídeo:

Usar uma seringa normal de 3ml para extrair a  Água Bacteriostática e diluir o Peptídeo. Puxar 2 ml do diluente que é a  Água Bacteriostática e inserir no frasco do CJC-1295 SEM DAC 2mg, fazendo um ângulo para que Água Bacteriostática caia na lateral do vidro e não direto no produto.

 

ATENÇÃO, NÃO PODE SACUDIR, APENAS GIRAR LENTAMENTE,  NUNCA AGITE UM FRASCO PARA MISTURAR, AS BOLHAS DE AR SÃO DESFAVORÁVEIS ​​À ESTABILIDADE DAS PROTEÍNAS. OS PEPTÍDEOS SÃO SENSÍVEIS. 

Com a diluição do  CJC-1295 SEM DAC 2mg temos  2000mcg equivalente a 2ml, esses 2ml dá para 20 aplicações de 200mcg por aplicação. Na seringa de insulina cada 10ui = 200mcg. Você vai puxar 10ui equivale a 200mcg. 

Aplicação: Injetar 10ui na barriga todos os dias em jejum pela manhã. Esse Peptídeo CJC-1295 SEM DAC 2mg recomenda-se que para um efeito melhor ele seja aplicado a cada 4 horas, ou de manhã à tarde e à noite. Atenção, sempre que aplicar esperar uns 30 minutos sem comer nada, para que o produto tenha um efeito melhor.

Os peptídeos liofilizados devem ser armazenados a -20 ° C (freezer) e a solução de peptídeo reconstituída a 4 ° C (refrigerador). Não congele depois de reconstituído.